26 de jan de 2013

Estas esculturas são tão pequenas que você não consegue vê-las

 O artista russo Nikolai Aldunin funciona à batida de seu coração para manter as mãos perfeitamente imóveis, a fim de construir suas obras extraordinariamente microscópicas. E, cara, que louco.

Aldunin diz que começou com esse trabalho depois de ler um conto russo sobre Levsha, um artesão canhoto tão talentoso que foi capaz de colocar ferraduras em uma pulga. E, claro, ele fez o mesmo (quer dizer, ele também acrescentou uma sela e uma rédea na pequena pulga).

Ele não se baseia apenas neste conto - uma de suas peças também desafia a narrativa bíblica. Certa vez Jesus Cristo disse a seus discípulos que é "mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha do que um rico entrar no reino de Deus". Bem, parece que é realmente mais fácil, já que ele conseguiu encaixar sete camelos pequenos - e também três palmeiras, é claro! - dentro do olho de uma agulha de costura.

O trabalho às vezes é frustrante: depois de duas semanas de dedicação, quando estava terminando de fazer a coronha de um fuzil, o artista sem querer perdeu a peça. Teve que recomeçar do zero. Nesta imagem o segundo fuzil está apoiado num palito de fósforo.


Para criar suas obras-primas minúsculas, Aldunin usa seringas, palitos e super cola, além de usar um microscópio de 28 anos de idade para vê-las.

Criador e criatura. Olha a cara do maluco...


Fonte: Daily Mail via DesignBoom 

0 comentários:

Postar um comentário

Links Ociosos

Colmeia Exchange

Compartilhe

Twitter Facebook Google+ LinkedIn RSS Feed Email Favoritos Mais...

Receba notícias por e-mail

Digite seu e-mail: